Notas sobre o carnaval

tumblr_mumqbm2ziw1se7464o1_1280

Carnaval, época que deixa as pessoas soltinhas, soltinhas haha

Estava na Luz, descendo as escadas para pegar a linha azul, a estação estava lo-ta-da, todo mundo seguindo para seus devidos bloquinhos e eu só queria ir para casa mesmo. Na minha frente na escada tinha dois caras carregando um cooler de bebidas, aí eu  decidi mudar de escada e fui para o lado, bem do lado de um loiro muito bonito. Eis que o loiro muito bonito decidi falar comigo.

-Oi, você tá indo pro carnaval?

-Não, tô indo pra casa.

-Como assim você não vai pro carnaval!! Você tem namorado?

-Não tenho não

-Nossa, você não vai pro carnaval então tá fazendo o que aqui? Porque não vai no carnaval?

-Só vim almoçar com um amigo, não moro aqui.

-Não mora aqui? Nossa, esse seu amigo é seu namorado né, pode falar

-Eu não tenho namorado

Eis que o cara tira os óculos e eu vejo aqueles belos olhos azuis.

-Você é tão linda, você é muito linda, eu só tenho quinze segundos ~cara de tá batendo o desespero~

Aí os amigos dele, que era muitos, gritaram “beija, beija, beija”. O metro chegou e eles gritaram “não beija, não beija, não beija”

Ele olhou pra mim com aquela cara “não sei o que fazer, volta aqui moça, vamos pro bloquinho” e eu olhei com aquela cara “volta aqui moço, vai pro bloquinho mais tarde”.

Mais um amor de metro que vai embora, e eu fiquei com aquela sensação, devia ter dado uns beijos nele, na correria mesmo, só para virar cena de cinema.

Vida que segue

No caminho para casa, senta do meu lado um cara super simpático, perguntou que horas que o ônibus chegava na rodoviária, perguntou se eu morava em SP, o que eu fazia por lá, se eu gostava de carnaval, onde eu estudava. A propósito, ele é de Guarulhos, mas os pais moram em Jundiaí, ele ia viajar para Portugal no dia seguinte e passou para fazer uma visita antes disso e, segundo os áudios do WhatsApp, ele ama de mais a namorada.

Um pouco mais tarde, esperando minha mãe me buscar, eis que para do meu lado um cara, mas eu não vi o dito cujo, aí olho para o lado e tomo um PUTA DE UM SUSTO, que assustei o cara também. Aí ele:

-Calma moça

-Você me assustou

-Desculpa. Você tá esperando alguém?

-Minha mãe

-Posso te dar um beijo no rosto

-Pode

Beijo no rosto dado e vida que segue novamente.

Bem que podia ter uns dias a mais de carnaval espalhados pelo ano.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s