Três lugares legais para comer em SP

Habeamus lugares legais, bons e baratos para comer. Todos em São Paulo e facilzinho de chegar.

Mirante Efêmero: restaurante que fica no Mirante 9 de Julho, atrás da MASP. A cada três meses eles renovam o cardápio que é assinado por um chefe. Os pratos são muito bem servidos, com uma apresentação bem bonita. Aquela comida que dá gosto de ver sabe. Fui no sábado no meio do dia e estava relativamente vazio, mas como era carnaval não sei dizer se o lugar enche nesse horário. Além disso você tem a vista linda do Mirante que da para a Av. 9 de julho. O legal do lugar é que ele é aberto, não é um lugar fechado com quatro paredes, não senhor. Da para sentir um brisinha enquanto você come. O preço é bem amigo, um prato sai por cerca de 25,00. Abaixo está o prato que eu pedi, essa foto eu peguei na page deles porque esqueci de tirar no dia, mas juro que é igualzinho haha

Original Red Nose Burger & Hot Dog: sim minha gente, a Red Nose tem uma hamburgueria e ela fica na praça de alimentação do Shopping Light, Centro de São Paulo. Sim meus queridos, na praça de alimentação. O hambúrguer é bem feito, fresquinho, o pão é douradinho em cima, o bacon é crocante e a batata frita, além de ser barata (R$3,00 a porção) ela vem com a maionese da casa, muito boa por sinal. E sabe o que é melhor? Hambúrguer artesanal a preço amigo. Lanche com hambúrguer 120g de bacon + batata + bebida sai por cerca de 27,00. E você aí comendo Mc Donald’s haha. Mais uma vez não tirei foto mas o lanche condiz com esse da foto da page deles.

Burger Joint: tradicional hamburgueria Nova-iorquina, abriu uma franquia na Bela Cintra e uma no Shopping Top Center, nessa unidade a decoração trás vários posteres de cinema e música, paredes onde você pode escrever e um ambiente intimista. Os lanches são bons e o cardápio é bem enxuto, o que é ótimo para pessoas indecisas como eu. Não peça o hambúrguer ao ponto porque não vem muito bom, mas de resto está tudo ok. Os lanches são servidos embrulhados em papel e a batata em saquinhos de papel. O preço também é amigo, lanche com bacon + batata + bebida sai por cerca de 32,00. Na foto de baixo eu já tinha comido o lanche haha

Quando decidi comer menos fest food (já não tinha muito desse habito antes) descobri vários lugares legais, com comida boa e preços bons. Além disso você conhece mais da sua própria cidade, ou no meu caso, da minha segunda cidade haha Dá para ser feliz sem toda aquela gordura e filas do BK e cia.

Caso você, querido leitor, tenha indicações de doceiras em SP tô super aceitando :)

Anúncios

Precisamos falar sobre cinema nacional

Antes de mais nada, vou deixar claro que não sou perito nem especialista em cinema (estou longe de ser) e tudo o que está escrito aqui é com base nos filmes que vi.

O cinema nacional é maravilho! Então porque tanta gente odeia? Vamos por parte. Primeiro fator: síndrome do vira-lata, aquela velha ideia que as pessoas têm de que nada do que é feito no Brasil presta, com o cinema não seria diferente. O cara pode achar aquele filme do Adam Sandler ótimo e desprezar o Auto da Compadecida só porque é nacional. O cara pode não ter visto nenhum filme brasileiro pelo simples fato de ter sido produzido aqui, ele já vem com aquele pensamento “é ruim, é nacional então é ruim, vou aqui ver Transformer

Acho que esse é um dos piores fatores, porque a síndrome do vira-lata é difícil de curar e se propaga. Você está na fila do cinema e ouve a pessoa do lado falar, “nossa, filme nacional é uma bosta”, aquilo te contagia e você vai preferir ver Cinquenta Tons de Cinza.

Segundo fator: vendo os filmes errados. Não que tenha filme errado, não é isso, mas não dá para medir a grandiosidade do nosso cinema a partir daquela comédia água-com-açúcar que está bombando. Esses filmes são bem pontuais, vão entreter naquele momento mas, nada que possamos dizer “nossa, filmão eim”. Na época que o filme Que Horas Ela Volta? estreou ele saiu em poucas salas de cinema, geralmente nas grandes capitais, e estamos falando de um filme premiado. Minha mãe é uma peça saiu no país todo e com vários horários. Claro que isso depende da distribuidora, da divulgação, mas depende também do interesse do público por esse tipo de filme, ou seja, se o público no geral se interessasse mais, haveria mais filmes nacionais em cartaz.

O fato é que já temos comentários prontos para criticar nosso cinema. Um amigo disse que nossos filmes são ruins, mas ele mesmo viu muito pouco para poder tirar essa conclusão. Outro disse que apenas 0,1% são bons, mas não soube listar quando questionei que ele deve ter visto filme pra caramba para tirar essa conclusão. Na página da Ansine comentaram “se é com a Regina Casé então é ruim”, detalhe que ela estava ótima no papel. Resumindo, falamos muito e vemos pouco. Ninguém tem embasamento para críticas, ninguém está disposto a ver mais filmes, ninguém está de coração aberto para o nosso cinema.

O assunto é extenso, as opiniões são muitas, mas eu só queria deixar essa lista de filmes que eu gosto bastante e que, se você estiver de coração aberto, vai te agradar também.

E eu juro que não tenho nada contra Cinquenta Tons de Cinza, nem Transformers, nem nenhum filme do gênero :)

O Auto da Compadecia
Clássico de 1999, se passa no sertão nordestino e tem como personagens principais João Grilo e Chicó. Os dois são pobres e vivem de golpes e pequenos negócios. Em um dos golpes eles se metem com um temido cangaceiro e até contas ao diabo eles têm que prestar.

Lisbela e o Prisioneiro
Outro filme que tem como plano de fundo o nordeste, trás Lisbela, moça amante do cinema e Leléu, malandro conquistador. Os dois acabam se conhecendo e logo se apaixonam, mas Lisbela está noiva. Além dos problemas que essa paixão causa, um matador está atrás de Leléu.

Bicho de Sete Cabeças
Um Rodrigo Santoro novinho dá vida a Neto, um jovem que tem um difícil relacionamento com seu pai Wilson, a situação chega a um ponto extremo e Wilson manda seu filho ao manicômio. Lá ele convive com situações terríveis de um sistema que consome suas presas lentamente.

Cidade de Deus
Se passa na favela de Cidade de Deus em meados de 1970. Buscapé, jovem pobre que cresceu cercado pela violência, seguiu um caminho diferente do irmão e amigos graças ao seu talento fotográfico. Paralelo a isso o filme trás a história do traficante Zé Pequeno.

Meu Pé de Laranja Lima
Zezé é um garoto de oito anos, muito levado, que mora no interior de minas e vive uma vida bem simples devido seu pai estar desempregado há bastante tempo. Passa horas conversando com um pé de laranja lima que tem no quintal de sua casa. Conhece Portuga, apesar de uns atritos eles acabam se tornando bons amigos. A trama é bem complexa.

O Home do Futuro
Filme de comédia com ficção cientifica, trás Wagner Moura como Zero, um cientista meio maluco e amargo que constrói uma máquina do tempo para voltar o passado e consertar seus erros. O problema é que sempre que ele volta algo no futuro se altera, sempre causando mais estragos no presente.

Deus é Brasileiro
Deus (Antônio Fagundes) decide tirar férias e está a procura de um substituto, decide vir ao Brasil, terra muito religiosa, a procura de um santo. Taoca, borracheiro e pescador, é seu guia junto com Madá, moça cheia de paixão. O filme percorre paisagens de Alagoas, Tocantins e Pernambuco.

Que horas ela volta
Filme premiado, trás Regina Casé ótima no papel de Val, uma pernambucana que vai para São Paulo em busca de melhores condições para sua filha, Jéssica. Anos mais tarde, Jéssica liga avisando que irá para São Paulo prestar vestibular e ficará com a mãe. Os patrões de Val acolhem bem a menina, a principio, mas fica escancarado as diferenças entre patrão e empregada.

Valorizem o cinema nacional :)

Mad girl

Só queria dizer que já é abril, que abril começa com “a” e que vai ter BEDA sim, porque é isso que fazemos, nos dedicamos a projetos que não iremos terminar, mas né, qual seria a graça da vida se não fosse assim.

Não tenho pautas prontas, nem ideias para posts, nem nada planejado, nem tempo para escrever, nem juízo, só vamos mesmo rs

Aproveitando, descobri essa música por acaso, é da Ana Vilela e nessa versão ela canta com o Luan Santana. Apenas prestem atenção nessa letra

Começamos com o pé direto :)

Blog Day

Depois de aproximadamente 978492 dias, chegamos ao fim de agosto e ao fim do BEDA também. Falhei miseravelmente esse ano, mas é melhor não fazer do que fazer a coisa de qualquer jeito. Porém, li muitos posts e conheci muitos blogs nesse período, eu não estava postando mas, estava lá vendo tudinho o que as amigas do Se Organizar Todo Mundo Bloga estavam fazendo. Então, para comemorar esse dia do blog, nada mais justo do que compartilhar os blogs mais legais dessa internet.

Blogs que gosto muito

BMRTT – O blog da Bá Moretti, com fotografias lindas, playlists bonitinhas e um jeito de escrever bem particular

Blog da Antix – Apesar de ser um blog de uma marca de roupas, o conteúdo por lá é bem legal, sempre com imagens bonitas e inspirações para cabelo, maquiagem e, claro, looks.

Pequenina Vanilla – o lugar mais cheio de bonitezas dessa internet, já faz tempo que acompanho esse blog e sempre me surpreende o fato da Adri sempre encontrar coisas bonitas para compartilhar.

Hey, it’s Mi – é o blog da Midori, com lindos cliques feitos por ela, além de compartilhar dicas de restaurantes e lugares legais para ir no guia 2 por 1.

My Other Bag is Chanel – nem lembro como conheci esse, mas tem muito texto bonito escrito pela Michele.

Blogs que conheci no BEDA passado (e que gosto muito)

Lua Vai – iluminar os pensamentos dela haha. Blog da Luana, que conheci no BEDA do (finado) Rotaroots ano passado, seus posts são sempre bem engraçados, daqueles que você pensa, poxa porque não pensei num post desse também. Além disso tem uma tag anos 90 com coisas bem legais.

Wink – escrito pela Mia e me faz pensar como tanta coisa louca pode acontecer com essa menina, 100 or.

Love is Enough – com historinhas do cotidiano da Paulis.

Vem aqui rapidão – blog da Manu, com muitas dicas de filmes, livros e séries, além de um layout gracinha.

Blogs que conheci nesse BEDA

Gente, como fiquei feliz de ver tanto blog com conteúdo tão original e pessoal, parabéns pra vocês :3

Mareska Who
Maryoung
Amorticínio
Bruna Morgan
Bus 142
Cats Can’t Write

Parabéns para quem fez o BEDA inteirinho, foi lindo conhecer blogs novos e vamos manter a rotina de posts né haha

banner-beda

3 joguinhos para matar o tempo

Esse era para ser um post bem elaborado sobre várias dicas legais de app de jogos mas, a verdade é que eu tô sem tempo haha Então fiz essa listinha com 3 joguinhos que gosto bastante, que são bobinhos mas, que são divertidos até.

flow-free

Flow Free: um jogo onde você tem que, basicamente ligar os pontos, ou melhor, as bolinhas de mesma cor, além disso não pode ficar nenhum espaço vazio na tela. Bem desafiador.

App Store | Google Play

 

bobble

Bubble Shooter: Você tem que acertar uma bola na correspondete da sua cor, desde que seja mais de 3, e eliminá-las, até não sobrar nenhuma bolinha.

App Store | Google Play

 

cinema-quiz

Cinema Quiz: meu favorito, ele te dá uma imagem e você tem que adivinhar o nome do filme. Facinho né, só que não porque tem filmes que, gente, nunca vi na vida. O ponto negativo desse app são as inúmeras propagandas.

App Store | Google Play (versão similar)

 

 

 

 

Divirtam-se :)

banner-beda

Coisas bonitinhas pra você baixar

É fato que eu passo muito tempo no Pinterest, mais do que em qualquer outra rede, então eu tenho uma quantidade absurda de coisas que guardo naquela pasta “vai que um dia eu precise”, que nada mais é que toda sorte de coisas bonitinhas que você pode achar nos pins por aí. Talvez eu nunca use mas, são coisas tãããão bonitinhas que da dó de não salvar.

Então venha salvar essas coisas bonitinhas você também, porque vai que um dia você precise né…

rotulos-1Rótulos para potes com mantimentos e temperos. Do blog Dudi e Lariz.

fontes

Aqui temos 12 fontes manuscritas, no blog Skyla Design e ao lado 8 fontes inspiradas no espaço e na astrologia, do blog June Latters.

POSTER_TODEBOAS

Também temos esse poster super de boa, do Homens da Casa.

Planner-Mensal-2016-1-JAN

O ano ainda não acabou, então dá tempo de baixar seu calendário mensal, direto do Não me mande flores.

打印

Agora, vai que você precise de uma bela imagem de cactos para por em algum quadrinho, do Medo da pressa.

Se eu fosse você baixava todas essas coisas bonitinhas, porque vai que você precise algum dia né haha.

banner-beda

Bloco de notas #3

image

Vocês já repararam que de repente todo mundo virou o adulto, maduro que não faz nada que sua adultice não permita. Ou seja, os caras não tem como jogar Pokémon GO e ficam aí reclamando nas redes que o jogo é coisa de criança e blá, blá, blá. Só tenho uma coisa pra dizer: VAMOS PEGAR MUITOS POKÉMONS SIM e não estamos nem aí pra sua ranhetice. Mas, agora falando sério, os motivos desse povo de reclamar desse divertido jogo são bem interessantes. Vamos lista-las: um, vá caçar empregos ao invés desses bichinhos; dois, você vai ser roubado; três, isso é coisa de criança; quatro, vão ficar igual bestas andando pela rua com o celular na mão; cinco, vá fazer algo mais útil. Amigo, nem todo mundo é desempregado, a gente pode ser roubado a qualquer momento, nostalgia é legal as vezes, relembrar é viver sabe. Falando em viver, o pessoal tá saindo de casa e interagindo com os outros e isso é muito legal, aí o cara estuda, trabalha e no seu tempo livre só quer dar uma relaxadinha, pegar uns pokémons por aí, essas coisas. Resumindo tudo em uma frase que acabei de ler: não “vandalize” a tecnologia, aprenda a usá-la.

Alias, vocês estão pegando muitos Pokémons? Joguinho legal esse né. Haha

Mudando de assunto, eu tinha uma preguiça danada de ter que criar mais uma conta em mais uma rede social, então nem liguei pro Snapchat quando todo mundo aderiu, aí o Instagram liberou uns de iguais ao do Snap e eu fiquei é bem feliz, agora vou saber o que tá acontecendo no mundo sem ter que ouvir/ler “expliquei tudinho lá no Snap”. E pelo visto o pessoal gostou, segundo a meu feed.

Resumindo esse texto todo, a gente volta na frase “não ‘vandalize’ a tecnologia, aprenda a usá-la”. 

Alias, meu Instagram é esse daqui tá haha E aproveitando, se você gosta de cinema acesse o site Popcorn Garage e veja quantos filmes você consegue achar.

Beijos de luz.

Até a próxima.

banner-beda

5 receitas ilustradas

Percebi que já faz um tempo que não posto nada sobre comidinhas aqui, nenhuma receita, nenhum vídeo, nadinha. Fui procurar alguma coisa e achei essas receitas ilustradas maravilhosas. Foram feitas pelo Moldando Afeto, que aliás tem um site lindo com receitas lindas.

Deu até vontade de colocar em prática os dotes de desenho e montar meu próprio livrinho de receitas ilustradas. Provavelmente só teria receita de bolo de cenoura, macarrão ao molho branco e incrementação de miojo que são minhas especialidades.

Bolo de Mexerica (receita)image

Pão de banana (receita)image

Sopa de alho-poró (receita)image

Panqueca americana (receita)image

Empanadas (receitaimage

Falando em empanada, eu voto pra ela se tornar mais popular aqui no Brasil, até agora só vi pra vender no Starbucks, o que deixa essa iguaria desnecessariamente cara haha. Pra quem ainda não experimentou, empanadas é uma comida típica Argentina (seria a nossa coxinha), ela parece um pastelzinho assado com recheio normalmente de carne, mas não carne moída, é uma carne desfiada e é muito bem recheada, ou seja, só amor. <3

Post feito na hora do almoço por motivos de: fome.

banner-beda

Tudo é repertório

Ontem eu tive minha primeira aula de Teoria das Cores do semestre, no meio da aula a professora falava de criatividade e que tudo é repertório, o que comemos, o que ouvimos, o que vestimos, o que vemos, que quanto mais coisas diferentes fazemos mais base temos para criar coisas diferentes. Tudo verdade.

E nessa conversa ela perguntava de funk era repertório, se sertanejo era repertório, se aquelas músicas bregas eram repertório. E claro que ela disse que sim e que devemos ouvir coisas diferentes do que estamos acostumados, ou seja, tá liberado aquela música que a gente sempre gostou mas, sempre escondeu.

Ela também disse que podemos ouvir essas músicas e não precisa contar pra ninguém que tá tudo bem, mas como a internet é essa coisa maravilhosa, vamos compartilhar aquela música que ficam naquela pastinha escondida no computador que ninguém acha haha

E aproveitando: tô super aceitando indicação de bandas novas :)

Mas, apesar de tudo meu coração ainda é rock’n roll <3

banner-beda

Louca por filmes

Mais uma tag, por que estou adorando responder tags, é ótimo quando você quer postar algo e tá sem ideias haha

Essa eu vi no Eu (não) nasci nos anos 80 e se é sobre filmes eu vou responder com certeza. Pode conter leves spoilers.

Qual foi o último filme que você assistiu?
Julieta. Último filme do Almódovar, tá nos cinemas ainda (eu acho). típica novela com uma trama muito boa, te prende e te faz querer saber o final, porém não gostei da trilha sonora que foi mais puxada para o mistério e eu achei que merecia mais um drama.
julietaQual filme você quer muito assistir?
Das estreias quero muito ver Animais Fantásticos e Onde Habitam, adoro esse livro e como é universo Harry Potter fico muito ansiosa para o lançamento. Star Wars Rogue One, não estou criando expectativas muito fortes, mas, é aquela história, se passa no universo Star Wars então veremos com certeza. Agora um filme que não é lançamento e quero ver, O Fantástico Senhor Raposo.

Um filme para chorar?
Meu Pé de Laranja Lima. Conta a história de um menino de família pobre, com muitos irmão, cheio de sonhos e que apanha muito do pai que desconta nele o fato de estar desempregado. O filme se passa no sertão de Minas Gerais e mostra Zezinho como uma criança alegre, porém negligenciada, que encontra em um adulto seu melhor amigo. O filme é baseado em fatos, o que te faz pensar que o que é retratado no filme (que foi baseado em um livro homônimo) aconteceu realmente, apesar dos momentos felizes do filme, o desenrolar da história te deixa triste, momentos bem marcantes te deixam triste, a conclusão da história te deixa triste. É um filme triste, mas muito importante por se tratar de um tema, infelizmente, atemporal.

Um filme para rir?
A Era do Gelo. O primeiro que é mais legal, nem preciso dizer o porquê, todo mundo já conhece e da pra rir toda vez que assiste.

Um suspense?
Psicose. Eita filme que te deixa ligado da primeira a última cena, ele tem um aura meio assombrosa, várias reviravoltas, chega no meio do filme e você pensa “ok, e agora?”, aí os acontecimentos se desencadeiam e você fica ansioso por cada coisa que acontece. Uma obra de arte.
Janet Leigh in Psycho

Um filme para ver com a família?
Creed: Nascido para lutar. Aí depende muito da família, mas acho que esse filme é uma boa escolha, história de superação, não tem muita violência nem cenas impróprias.

Um filme para morrer de medo?
Atividade Paranormal. Não gosto de filmes de terror nem de susto, acho que o único que vi recentemente foi esse.

Um romance?
10 coisas que eu odeio em você. Sei que não é o melhor filme do gênero, mas, ele é tão verdadeiro. Pode até parecer meio clichê,mas, há muitas chances de gostarmos de quem antes odiamos, coisas do coração sabe.

Um filme lindo?
Ela. Esse é um filme que reflete um pouco a nossa realidade e a realidade de um futuro bem próximo, ou seja, mostra o quanto estamos nos distanciando fisicamente e trocando a presença das pessoas pelo uso de celulares e computadores, você anda na rua e ninguém mais olha pra frente, só para tela de algum aparelho. Com uma abordagem bem delicada sobre assuntos como relacionamentos e solidão, mais uma paleta de cores incrível e igualmente delicada, Ela leva o prêmio de filme mais lindo da vida.
Her

Um filme de ação? 
Mad Max: Estrada da Fúria. Puta que pariu, já nos 10 primeiros minutos o filme te deixa numa adrenalina incrível, todas as cenas de ação propriamente dita são ótimas, o visual também, faz jus a todos os Oscars que recebeu. Por que filme de ação é assim, se ele não te arranca uns palavrões não é um filme de ação que vale a pena haha

Um filme que não vale a pena?
Oldboy: dias de vingança. Estamos falando do ramake feiro pelo Spike Lee. A premissa do filme é boa, mas aquelas lutas mal coreografadas, a cara do “vilão”, a forma como as coisas acontecem, o final bizarro. Não que eu não tenha visto filmes com desfechos bizarros, mas acho que nesse caso a direção não foi boa o suficiente para deixar o final bizarro plausível. Outra coisa que o torna desnecessário é o fato de ser um remake, segundo os comentários do Filmow, o original do filme é muito melhor, então vejam o original (que é coreano).

Um filme para o feriado?
Mesmo se nada der certo. Tem o Mark Rufallo, a Keira Knightley e o Adam Lavigne nos papeis principais, além de uma história bem cativante e músicas bem bonitas, você assiste e fica o resto do dia cantando a trilha sonora do filme.

Um desenho animado?
Ratatouille. Eu tenho um amor pela França, aquela coisa de país querido, então pra mim esse filme com certeza é uma coisa linda. A trilha sonora é boa, a história é legal, a paleta de cores, as paisagens. Tudo muito bonito.
ratatouilleUm filme que todo mundo tem que ver?
As pontes de Madson. É sobre descobertas, abrir mão do que é mais importante para você em prol de outras pessoas, é sobre descobertas depois de achar que já não tinha mais nada para ser descoberto, é sobre amor a prima vista, a segunda vista, é sobre amor, sobre como não temos controle da nossa vida mesmo achando que está tudo sob controle.
Menção honrosa os filmes Um conto chinês, As vantagens de ser invisível Um estranho no ninho. 

Um filme que você assistiu três vezes ou mais?
O Fabuloso destino de Amélie Poulain. Se estou feliz vejo esse filme, se estou triste vejo esse filme, não importa sempre vejo esse file haha Menção honrosa para Titanic.

Um filme para meninas?
Menina de Ouro. Primeiro, uma mulher forte como protagonista, não só forte fisicamente, mas no caráter e na força de vontade, só para lembrar que podemos fazer o que quisermos, mesmo que nem sempre seja “coisa de menina”.

banner-beda